O que é presbiopia?

Possuir dificuldade de ver objetos, o que está escrito em um panfleto ou até mesmo um livro, são sinais que você pode possuir a presbiopia. Está é popularmente conhecida como “vista cansada”, entretanto não é em qualquer idade que esse problema de visão ocorre.

O significado “homem velho” que vem do vocabulário Grego, que deu origem ao nome presbiopia. Esta lado significativo também está ligado ao período que normalmente ocorre esse problema, pois a partir dos 40 anos é quando acontece a perda gradativa da visão para perto, o período onde os efeitos tem o seu maior nível de redução são por volta dos 55 anos.

Presbiopia é a mesma coisa que hipermetropia?

Algumas pessoa podem pensar que a hipermetropia e presbiopia podem ser a mesma coisa por conta de seus sintomas, mas não são. Como no caso de míopes que não conseguem focalizar  objetos distantes, a presbiopia tem  suas particularidade para se distinguir dos demais problemas de visão.

Este problema ocular ocorre somente no período de envelhecimento e é um distúrbio natural do ser humano, já nos pacientes que possuem hipermetropia o problema ocorre normalmente em períodos da infância e adolescência, onde em alguns casos o quesito hereditariedade também pode estar ligado a esta complicação.

 

Causas

Nossos olhos, possuem o cristalino que é  como uma espécie de lente que tem a função de nos ajudar a focar tudo que está próximo de nós. Com o passar dos anos ele aumenta seu tamanho dentro do nosso olho, isso até o fim da vida. O cristalino é responsável pela nitidez da imagem produzida sobre a retina.

Após os 40 anos este crescimento que citamos acima não é mais suportado no espaço que existe dentro do nosso olho, e a partir disto a perda de elasticidade começa fazendo com que o foco em relação a objetos próximos fique prejudicado.

 

Fatores de risco

Existem diversos fatores que podem influenciar na presbiopia além do quesito idade como causador da vista cansada, veja alguns destes:

 

Anemia:É  quando os  glóbulos vermelhos são produzidos em uma quantidade insuficiente dentro do que o corpo humano necessita, fazendo assim com que o fluxo de oxigênio que perpassa por células do nosso corpo. Em casos como este as células visuais também são prejudicadas podendo assim surgir a presbiopia.

Diabetes: Esta doença é ocasionada pelo alto índice de produção de açúcar pelo nosso organismo, mais especificamente a glicose, quando isso ocorre alguns vasos sanguíneos que ficam localizados na parte de trás dos olhos ficam bloqueados. Assim o oxigênio não chega a parte importantes dos olhos casando canos que podem se tornar graves.

Doenças cardiovasculares: A maior causa de doenças cardiovasculares é ocasionada pela má circulação sanguínea dentre os órgãos do corpo e isso também incluem os olhos é claro, fazendo a condição para presbiopia seja maior nesses casos.

Esclerose múltipla:Na esclerose múltipla, as lesões nos nervos causam distúrbios na comunicação entre o cérebro e o corpo. Está causa muitos sintomas diferentes, entre eles perda da visão, os sintomas desta doença e a gravidade de cada um pode variar de em cada paciente.

Medicamentos: Existem alguns tipos de medicamentos que podem desencadear este problema na visão, outros fatores como cirurgias intra oculares, não possuir uma dieta balanceada também podem influenciar em seu surgimento.

 

Sintomas

A presbiopia em lo0cais com muita luminosidade, acaba por dificultar a identificação deste problema de visão, pois esta como várias outras é refrativa onde a pupila se diminui em locais com essa condição de iluminação seja natural ou artificial. Entretanto se você bastante atenção em alguns sinais será fácil de identificar esta doença. São eles:

 

  • Precisar afastar objetos para facilitar a leitura, conhecida como “síndrome do braço curto”;
  • Fadiga ocular;
  • Visão borrada;
  • Manchas de visão de perto;
  • Dificuldade em enxergar em ambientes com pouca luz;
  • Dor ao redor dos olhos;
  • Ardência nos olhos;
  • Vermelhidão e olhos lacrimejando;
  • Dores de cabeça constantes.

Como é feito o diagnóstico?

O oftalmologista tem um papel fundamental para o diagnóstico, pois somente em um  consulta esse profissional conseguirá fazer exames minuciosos no paciente. É através dos resultados obtidos que se constata uma melhora ou piora da visão, um dos exames a ser feito é o teste da eficiência de refração da retina em diferentes ambientes e distâncias.

Presbiopia tem cura?

Essa é uma pergunta que para muitos pode obter uma resposta um pouco desanimadora, pois esta doença não tem cura. Entretanto existem diversos tratamentos  para facilitar no seu dia a dia, levando uma vida normal. Além de do uso de lentes de contato e óculos, alguns oftalmologistas indicam o uso de radiofrequência e cirurgias a laser.