Cegueira em idosos: confira as causas mais comuns e como evitar para o seu futuro

A velhice, que antes era sinônimo de perda de diversas funções, hoje passa longe disso. No entanto, o número de idosos que possui a visão comprometida em algum grau ainda assusta. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2002 eram 37 milhões de cegos e 124 milhões de pessoas com deficiência visual grave no mundo. Dentre esses, a maioria eram idosos.

Entre as principais causas da cegueira em idosos, estão doenças como o glaucoma, a catarata senil, a retinopatia diabética e a degeneração macular. Conheça um pouco mais sobre elas e saiba como atuar prevenindo essas causas.

 

Glaucoma

 

A doença provoca lesão no nervo ótico, podendo levar a cegueira irreversível, caso não seja diagnosticada a tempo. É provocada pelo aumento da pressão ocular e pode ocorrer em um ou nos dois olhos.

Por ser uma doença de difícil detecção, é comum encontra pacientes com estágios mais avançados da doença. No caso dos idosos, o sintoma do glaucoma é a diminuição de visão periférica (a chamada visão túnel), que pode ser constante ou momentânea. Por isso, se algo nesse sentido for percebido, é melhorar consultar o médico com urgência. O glaucoma que não é controlado é uma das principais causas da cegueira em idosos.

 

Catarata senil

 

Condição bastante comum após os 50 anos de idade, a catarata consiste na perda progressiva da transparência do cristalino, deixando assim, a visão embaçada.

A progressão da doença acontece naturalmente, pouco a pouco, porém, doenças como diabetes e colesterol altos podem acelerar o processo. Por ser detectada logo no início, é possível impedir a rápida evolução tratando outros fatores de risco que contribuem para seu progresso.

 

Retinopatia diabética

 

A retinopatia diabética é uma doença que vai evoluindo conforme o tempo sem controle e sem tratamento de um dos fatores externos mais nocivos aos olhos, a diabetes. Com as altas taxas de glicose, o os vasos sanguíneos da retina, principal mecanismo de processamento de luz, se deterioram tornando-se mais permeáveis. Com isso, pode ocorrer o extravasamento de sangue e fluido: o chamado edema. Os primeiros sintomas da doença são o embaçamento da visão e, em muitos casos é comum que se torne a causa da cegueira em idosos.

 

Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)

 

A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) acontece quando há a degeneração da estrutura localizada na parte posterior do olho. Um dos primeiros sintomas é o embaçamento da visão e distorção das formas, evoluindo para a perda gradual e irreversível da capacidade visual. A doença não tem cura, mas pode ser controlado com acompanhamento e medicamentos se detectada bem no início. É preciso desconfiar de qualquer indício como dificuldade na leitura, pontos escuros ou espaços em branco e visão com linhas onduladas.

 

Prevenção da cegueira em idosos

 

As doenças citadas acima são algumas das principais causas da cegueira em idosos. É possível listar outras condições que contribuam para a perda progressiva, porém, é importante ressaltar que a consulta rotineira ao oftalmologista deve estar entre as obrigações com a saúde desde a infância. A prevenção deve começar antes mesmo que qualquer sinal seja notado.

Quer conhecer um pouco mais sobre dicas e cuidados com a saúde dos olhos? Consulte nosso blog e tenha acesso a diversas informações que poderão te ajudar.