Estrabismo, você sabe o que é?

Você sabia?

Existem vários tipos de estrabismo que podem ser tratados de diversas maneiras de acordo com seu tipo.

Tipos de estrabismo:

• Esotropia ou desvio convergente (desvio dos olhos para dentro)

• Exotropia ou desvio divergentes (desvio dos olhos para fora)

• Desvios verticais (um olho fica mais alto ou mais baixo do que o outro)

• Estrabismo congênito é quando a pessoa já nasce com o problema.

Estrabismo tem cura?

Isso vai depender de cada caso e sua gravidade, o estrabismo tem tratamento que ao longo do tempo tem ótimos resultados de melhorias, tem também a possibilidade de ser feita cirurgia para a sua correção visual. Por isso, é muito importante ter um acompanhamento médico precoce para que a doença não se desenvolva e se torne grave.

O que é estrabismo?

É o desalinhamento dos olhos, conhecido como vesgueira ou vesguice, ocorre somente em um olho ou nos dois, pode ser adquirido por crianças ou adultos.

O que causa estrabismo?

Dentro dos olhos existem músculos e estes precisam trabalhar juntos em sintonia, a causa do estrabismo é o desalinhamento desses músculos que motiva o desequilíbrio causando desordem nos olhos.
Algumas doenças pré-existentes também podem causar o estrabismo, tais como:
• Doenças neurológicas;
• Avc;
• Síndrome de Dow;
• Tumores cerebrais;
• Diabetes;
• Catarata congênita;
• Hipermetropia;
• Alteração na tireoide;
• Fatores genéticos;
• Traumas cranianos e faciais;
• Meningite;
• Encefalite.

Qual tratamento?

Antes de pensar em fazer cirurgia é importante seguir o tratamento corretamente. Atualmente existem várias alternativas de tratamento conforme a idade e gravidade do paciente.
• Tampão ocular:
Varia de 3 a 6 horas diárias conforme a necessidade do paciente.
• Exercícios oculares:
Acompanhado de um  ortoptista esses exercícios tem como objetivo fortalecer os músculos oculares.
• Toxina botulínica:
É um procedimento curto duração de minutos, é a aplicação do botox diretamente no músculo bloqueando os impulsos nervosos na região, tendo assim, um alinhamento dos olhos. É a mais indicada em casos leves ou pós cirúrgicos.
• Utilização de óculos:
Usada para diminuir o esforço para focalizar a imagem observada e endireitar os olhos.
• Intervenção cirúrgica:
Tem duração de aproximadamente duas horas com anestesia local ou geral, dependendo de cada paciente, pode receber alta no mesmo dia. A cirurgia para correção do estrabismo é indicada quando as alternativas interiores não geram bons resultados ou em casos extremos.